quarta-feira, janeiro 7

Faço campanha de marketing para os meus clientes?

Para começar, antes de falarmos em ações de marketing, eu preciso saber: o cadastro de clientes da sua empresa está em dia? Com a alta concorrência do mercado, devido ao aumento constante de novas empresas e variedade de produto oferecido, criar estratégias e alianças com a clientela "fiel" tem que ser prioridade para todos os empresários.

Digo isso, por ser uma vantagem competitiva real para o negócio, visto que a empresa tem conhecimento sobre o interesse e necessidade específicas dos seus clientes, informações que a concorrência não tem e que podem ser usadas a seu favor. Este é o grande diferencial para conquistar mais resultados com aqueles consumidores antigos, ao invés de se preocupar apenas em conquistar novos.

Estudo realizado pela Associação Brasileira de Marketing Direto (Abemd) aponta que 78% das empresas utilizam o e-mail marketing como uma das estratégias de marketing digital. Deste total, 50% afirmam que até 10% de suas receitas são provenientes de campanhas do e-mail marketing e 29% alegam que a receita fica entre 10 e 15%. Em relação aos tipos de ações realizadas, 36% dão destaque para as promocionais, 33% para os apelos de venda, 31% ações de relacionamento e 31% para o envio de conteúdo.

Esses dados mostram que a ferramenta traz resultado e já tem sido utilizada por muitas empresas. Mas como toda estratégia, sempre é preciso de um ponto inicial. E, neste caso, é imprescindível manter o cadastro dos clientes totalmente atualizado, com e-mail, telefone, endereço, entre outros. Neste histórico é importante também, registrar se o comprador procurou por algum produto/serviço e não encontrou em seu estabelecimento. Assim que a novidade chegar, logo entre em contato com esse parceiro, pode ser que aí se inicie uma nova venda. Não é mesmo?

Para que o empresário alcance os resultados esperados, vale apostar em segmentar seus cadastros. A segmentação no momento de envio dos e-mails oferece muitas vantagens, entre elas, a de enviar a mensagem certa de acordo com o perfil de cada consumidor. A pesquisa da Abemd registrou ainda que 74% das empresas apoiam suas estratégias em perfis específicos, que é feita principalmente por histórico de comportamento (79%), informação demográfica (69%) e informação psicográfica (29%).

Com um banco de dados completo, a empresa pode iniciar suas ações de marketing que aí sim terão resultados satisfatórios. Os cadastros são decisivos para que as ações tragam o retorno almejado. Para ter uma ideia de como esses dados são importantes, já existem departamentos especializados para gerenciar este setor. Além disso, cada vez mais as organizações vêm apostando na sistematização com o objetivo de otimizar este processo, que é o caso de implantação do CRM e Gestão de Clientes.

De acordo com a Associação Comercial de São Paulo (ACSP), dentro do universo das pequenas e médias empresas, 46% das PMEs não contam com cadastro de clientes e apenas 37% o mantêm atualizado. Será que elas estão batendo as suas metas sem este cadastro? Estimo que não, mas, se estiverem, acredito que se utilizassem este recurso da maneira correta conquistariam mais resultados plausíveis para o seu negócio.

Alguns dos diferenciais proporcionados pelas grandes marcas englobam desde ações voltadas para o consumidor, valorização e capacitação dos colaboradores e engajamento em projetos de responsabilidade social. No escopo do marketing bem sucedido está à pesquisa de satisfação, monitoramento da qualidade dos serviços e produtos prestados e, claro, utilização das redes sociais como forma de relacionamento com o público de interesse. Para um empreendimento obter resultados é preciso se destacar e chamar a atenção dos seus stakeholders. Além de oferecer preços e produtos diferenciados, o empresário precisa manter uma relação direta com o cliente, para que assim, consiga ser lembrado na hora em que surgirem necessidades de compra ou de prestação de serviços para aquele consumidor.

Reserve um tempo no seu dia para colocar estas estratégias em prática. Empenhem-se em fazer cadastros reais e completos dos seus clientes e, até daqueles que só visitaram sua empresa e não efetuaram nenhuma compra. Em uma próxima oportunidade, este pode tornar-se o seu melhor cliente. Na hora de vender uma empresa, o cadastro de consumidores tem um alto valor, o que valoriza a negociação. Se estas informações não são fundamentais para o sucesso de um negócio, porque são tão valorizadas? Pense nisso!



FONTE: Adnews