quinta-feira, dezembro 4

Santa Catarina recebe Maratona de Negócios Sociais 2014

Preocupação social rende prêmios a 

empresas e ideias de negócios



Trinta e cinco empreendimentos que aliam a preocupação social com a geração de lucro estarão reunidos em Florianópolis para mais uma edição da Maratona de Negócios Sociais, de 5 a 7 de dezembro. A competição foi realizada na última semana também no Rio de Janeiro. "A maior recompensa da Maratona é perceber a nítida melhora no modelo de negócio e no espírito empreendedor dos participantes, após os três dias de evento. No Rio de Janeiro foi assim e tenho certeza de que em Santa Catarina contribuiremos também para alavancar a prosperidade dos pequenos negócios com impacto social", afirma o coordenador de Negócios Sociais do Sebrae Nacional, Krishna Aum de Faria.
Escolhidos com base em critérios como perfil empreendedor, viabilidade comercial, impacto social e inovação, os empreendedores de segmentos como saúde, educação, turismo, alimentação, sustentabilidade e tecnologia irão participar de uma programação intensa que inclui módulos de capacitação, consultoria de especialistas e mentoria. Em seguida, os finalistas farão uma apresentação (pitch) de cinco minutos sobre seus modelos de negócio para uma banca de avaliadores composta por investidores, aceleradoras, incubadoras e provedores de serviços.
As ideias e negócios consolidados que se saírem melhor ganharão medalhas, capacitações, participação em processos de aceleração e consultorias. Para mais informações, como a programação e a lista dos participantes, acesse o site: http://maratonadenegociossociais.com.br/sc/.
Projetos que se preocupam com a educação, inclusão de indivíduos e geração de renda saíram vencedores da segunda edição da Maratona de Negócios Sociais no Rio de Janeiro. O resultado foi divulgado no domingo (30). Das 17 empresas selecionadas para a fase final, seis foram premiadas com capacitações, participação em programas de aceleração e consultorias de especialistas nesse tipo de empreendimento, que visa o lucro ao mesmo tempo em que causa impacto na vida de uma determinada comunidade.
Dentre as iniciativas que ainda estão no papel ou começando as suas atividades, três foram premiadas. Em primeiro lugar ficou a Gama TV, um canal na internet com comunicação e informação acessível para atender a deficientes auditivos e visuais, seguida pela Stop and Clean, que prevê a redução de resíduos em condomínios. Já o projeto Favela Digital, um provedor de internet social, levou a terceira posição.
No grupo de negócios já estruturados e em funcionamento ficou com o primeiro lugar o Clubinho Salva-vidas, um jogo educativo para ensinar as crianças sobre prevenção a acidentes de trânsito. A proposta da geração de renda por meio do turismo, chamada de Faveliving, ficou com a segunda colocação, enquanto a Zakarrey, de cuidados com idosos em comunidades de baixa renda, levou a terceira posição.
O empresário Eliandro Maurat, criador do Clubinho Salva-Vidas, comemorou a vitória na maratona. “Nossa intenção é expandir ainda mais as nossas ações, como a versão em inglês do portal que vamos lançar em fevereiro. Portanto, esse reconhecimento do Sebrae nos mostra que estamos no caminho certo e nos motiva ainda mais”, afirma ele, que está apostando um portal de jogos gratuitos para divertir e educar crianças a partir dos seis anos de idade, usando como tema a segurança em diversos aspectos do cotidiano.


FONTE: administradores