quinta-feira, dezembro 11

Especialista dá dicas de como fazer intercâmbio em sua própria cidade

Organizações, programas e universidades podem te ajudar a se internacionalizar sem sair do país





Quando se pensa em internacionalização, estudar no exterior é geralmente a primeira ação considerada. Seja pela disponibilidade de recursos ou de tempo, viajar para outro país nem sempre é possível. Mas, ainda assim, é possível buscar a internacionalização em sua própria cidade.


A psicóloga e colunista do portal Estudar Fora Andrea Tissenbaum alerta para as diversas oportunidades internacionais que podem ser aproveitadas sem precisar sair do país. 

Na universidade, há algumas delas: recepcionar estudantes estrangeiros, criar um International Student Office (programa voltado a alunos estrangeiros, comum em universidades como o MIT), e internacionalizar trabalhos acadêmicos, seja pela escolha de temas ou pela relação com estrangeiros.



Além disso, a especialista dá outras dicas fora do âmbito acadêmico: hospedar um intercambista, por meio de programas como o da AIESEC, trabalhar ou ser voluntário em escritórios ou órgãos internacionais como DAAD, Campus France, ONU, UNESCO, UNICEF, USAID, ou, simplesmente, procurar conhecer mais a cidade onde vive e as culturas que a permeiam.






FONTE: guiasdeeducacao.com.br