segunda-feira, dezembro 8

Você ainda não conhece a Gestão por Processos?



Business_Process_Management-700x583
Embora pouco conhecida no imaginário das organizações do Brasil, a gestão por processos é uma prática que vem ganhando muito espaço quando se fala em modelos inovadores de gestão. Veja só o porquê:
Até os anos 90, as empresas compartilhavam uma realidade semelhante: trabalhavam com uma estrutura departamental hierarquizada, em que cada departamento tinha suas atividades centralizadas, trabalhando como se fossem engrenagens separadas.
No entanto, este modelo que predominou por muito tempo na mentalidade das organizações, começou a apresentar seus problemas: funcionários desmotivados, aumento dos gastos operacionais, demissões, falta de tempo para implementar melhorias e crescimento abaixo do esperado e desordenado. Então, o modelo vigente começou a se desatualizar. Passou a não acompanhar as mudanças tecnológicas e nem o novo posicionamento do cliente como sendo o “centro de tudo”, o decisor final do processo de compra, como se percebe bastante hoje.
A partir do momento em que essas empresas começaram a estruturar suas atividades através do foco do cliente, com processos permeando departamentos e com a operacionalização programada de suas estratégias, passaram desfrutar de vários benefícios tais quais: maior agilidade no atendimento aos clientes; aumento da retenção do conhecimento organizacional; aumento da confiabilidade e qualidade dos produtos e serviços; ampliação da capacidade produtiva; visualização atividades desnecessárias que acometiam a empresa;  e automatização de vários processos que antes eram manuais;
Isso tudo trouxe resultados positivos inesperados para as organizações, que começaram a reconhecer a Gestão por Processos como “A 3ª onda da gestão”.
Sabemos que, com o ritmo acelerado que andam as coisas, a ascensão de novas tecnologias e um mercado cada vez mais competitivo, os modelos de gestão precisam estar cada vez mais bem estruturados. Nisso, é válida a reflexão: sua gestão te permitirá um crescimento sustentado e planejado para os próximos anos?

FONTE: http://neuronconsultoria.wordpress.com/