quarta-feira, fevereiro 18

11 previsões sobre mídia e o mercado digital em 2015

A Millward Brown, agência global que auxilia empresas a construírem grandes marcas, revelou pelo sétimo ano consecutivo suas previsões para mídia e digital em 2015. "Procuramos traçar um panorama para as mudanças constantes no ambiente digital, para que os responsáveis pelas marcas conheçam as tendências mais relevantes e possam aproveitar as oportunidades, sem perder o foco entre as infinitas ferramentas novas que aparecem a cada dia. Nosso objetivo é muito claro: ajudar as empresas a criar marcas ainda mais fortes", disse Gonzalo Fuentes, CEO da Millward Brown para a América Latina.

Confira as 11 tendências apontadas pela agência:

Maior controle da publicidade sincronizada com segunda tela: a Millward Brown espera que mais anunciantes aproveitem a oportunidade para impactar o consumidor através de seus dispositivos digitais (computadores, laptops, telefones celulares e tablets), uma vez que eles receberão mais mensagens relacionadas aos anúncios da TV. Este tipo de publicidade utiliza a tecnologia auditiva para identificar quando um anúncio vai passar na televisão e envia imediatamente mensagens publicitárias para as outras plataformas. Além disso, o sincronismo das telas pode oferecer outras estratégias para as marcas, como responder aos anúncios dos concorrentes no ambiente digital ou fazer uma promoção combinada com outro produto do portfólio.

Integração de mídia social e móvel: prevemos uma abordagem cada vez mais multidispositiva, multiplataforma e multimídia, que permitirá um impacto mais forte e integrado sobre o valor das marcas, o comportamento dos consumidores e as vendas.


De "Big Data" para "Intelligence Data": o conhecimento humano aplicado aos dados robustos do Big Data será a chave para transformar a promessa dessa tecnologia em benefícios reais para as marcas.

O crescimento dos vídeos de curta duração com publicidade: novas oportunidades de anúncios pagos surgirão nas plataformas de microvídeo (como Vine e Instagram), mas apenas as marcas que conhecem e já atuam nessas plataformas terão êxito.


Adaptação do marketing multitela a cada geração de consumidor: ao aliar o objetivos de branding com os hábitos de uso de telas em cada faixa etária do seu público, os profissionais de marketing vão otimizar em grande parte os resultados de suas campanhas.

Aumento da criatividade em marketing programático: a publicidade programática é a compra automática de espaço publicitário através de softwares e algoritmos para alcançar de maneira mais precisa o consumidor. "Até o momento, o debate sobre as mídias programáticas tem como foco a maneira que ocorrem as operações e métricas de desempenho, tais como custo por clique", disse Duncan Southgate, Director de Marca Global de Digital em Millward Brown. "Em 2015 esperamos que os especialistas em marketing se concentrem em explorar a oportunidade de potencializá-las de forma mais criativa", completa.

Marketing programático passa a contemplar as marcas: em 2015, os anunciantes vão utilizar novas metodologias para medir de forma mais eficiente os benefícios que as mídias programáticas podem oferecer na construção de marcas relevantes.

Expansão do marketing baseado em geolocalização: os anunciantes que mais se beneficiarão dessa ferramenta serão aqueles que vêem a tecnologia a partir da perspectiva das necessidades dos consumidores, em vez de simplesmente projetar seus próprios interesses. Estudar o comportamento do consumidor e adaptar a experiência da marca será a chave para se destacar na multidão.


Publicidade nativa com conteúdo relevante: publicidade nativa é um conteúdo produzido em formato publieditorial para ser transmitido em mídias digitais (blog, revista ou jornal on-line, redes sociais). Quando feito de maneira adequada, essa ferramenta gera mais credibilidade do que a tradicional. À medida que a publicidade nativa torna-se um meio estabelecido, os anunciantes devem aliar-se aos veículos, para encontrar o equilíbrio entre conteúdo comercial e editorial.

Implementação de conectividade móvel com programas de marketing coerentes: Para maximizar o retorno sobre o investimento, em 2015, os comerciantes devem explorar o uso de tecnologias digitais para criar uma interação móvel simples e fácil em todos os pontos de contato, deixando os consumidores no controle de quando e como eles querem se envolver com as marcas.

Vencendo na era digital: toda empresa deve avaliar o quão bem está estruturada para a era digital e incorporar uma abordagem holística.




FONTE:  Adnews