terça-feira, março 3

Estudo compara audiência do digital em relação a outras mídias


Estudo compara audiência do digital em relação a outras mídias (Divulgação)
Foram apresentados esta semana no IAB Meeting 2014, último encontro da entidade este ano, os resultados da pesquisa anual "Brasil Conectado", um estudo  do IAB Brasil em parceria com a ComScore e que compara a audiência do digital em relação a outras mídias tradicionais como televisão, jornais impressos, revistas e rádio no País. O estudo trouxe um dado curioso: o brasileiro classifica o uso da internet por atividades que faz no smartphone e "confunde" a percepção de que "está conectado". Um exemplo é a diferença no uso do "e-mail" (71%) e "mensagens instantâneas" (38%), ou seja, ao acessar a caixa de e-mail, quase o dobro do número de usuários da web via smartphones tem a percepção de estar "conectado", mas uma parcela bastante inferior que o faz troca de mensagens em aplicativos, como o whatsapp, não consideram estar "conectados".

A pesquisa revelou que 3/4 da audiência online brasileira (75%) utiliza regularmente pelo menos 1 de seus dispositivos eletrônicos (computador/laptop, smartphone ou tablet) enquanto assiste à TV.  Outro dado que também chamou bastante atenção foi a alta penetração do mobile entre os internautas, mostrando uma preferência destes pelo smartphone em relação aos tablets.

O estudo apontou um expressivo percentual de usuários conectados via mobile de 14 a 20 horas (16%) ou mais de 20 de horas semanais (15%), considerando o acesso por meio de smartphones e tablets. Tal dado, aliás,  endossa e corrobora com a afirmação de que os dispositivos móveis ganham cada vez mais força no dia a dia dos brasileiros, haja vista o montante elevado de tempo dedicado à conexão móvel.

Outro dado interessante é que 7 em 10 (69%) concordam que a publicidade online os motivou a procurar informação extra sobre um determinado produto e mais da metade (54%) usa os dispositivos móveis para checar informações de produto enquanto compra em lojas físicas.

O IAB Meeting 2014 também contou com a presença de Randall Rothenberg, Presidente e CEO do IAB Estados Unidos, que mostrou dados de como o crescimento da publicidade na internet ultrapassou todos os outros formatos de mídia (rádio, jornal, TV a cabo e TV aberta) nos últimos 8 anos, alcançando os US$ 50 bilhões em todo o mundo, em 2013. Randall ainda sinalizou que a receita publicitária anual dos dispositivos móveis teve 110% de crescimento entre 2012 e 2013, acumulando gastos de US$ 7,1 bilhõesno ano passado, globalmente.

Esse alinhamento da prefrência mobile podem ser observados nos dados apontados pela pesquisa do IAB Brasil e da ComScore. "Essa tendência mostrada na pesquisa deste ano e embasada pela  expressividade do mobile em horas de conexão ganham corpo frente aos dados trazidos por Randall e mostra que o Brasil segue um caminho natural, com características locais. Um exemplo é a curiosa percepção de estar ou não conectado dependendo da atividade feita por meio do smartphone", avalia Rafael Davini, Presidente do IAB Brasil.

O IAB Brasil tem o orgulho e compromisso de representar o Mercado Publicitário Digital e manter-se como referência às melhores práticas do mercado no Brasil. Atualmente, o IAB conta com mais de 230 associados, entre veículos, empresas de tecnologia, agências, anunciantes, empresas de pesquisa e desenvolvedoras web, líderes em seus segmentos no País.



FONTE: Adnews