quarta-feira, março 4

Energia Inteligente

Com a pressão do consumo global de energia aumentando de ano para ano, cientistas e engenheiros estão, cada vez mais, à procura de maneiras criativas e inovadoras para combater a tendência crescente. Com foco no acesso à energia, confiabilidade e geração de energia alternativa, energia inteligente é uma área em que o mundo realmente exige a nossa maior atenção.
SmartEnergy_2
O que você acha: no futuro, quais serão as principais fontes de energia onde você mora? De acordo com a maioria das principais organizações, a maior parte, com certeza, será proveniente de recursos renováveis. Por exemplo, a quota global de geração de energia renovável está projetada para aumentar até 40% de 2012 a 2018, de acordo com o Medium-Term Renewable Energy Market Report 2013 (MTRMR), da Agência Internacional de Energia (IEA, em inglês). Os materiais renováveis constituirão quase um quarto da geração de energia bruta mundial até 2018, ante uma estimativa de 20% em 2011. A maior parte ainda virá da água. Prevê-se  que a participação de fontes não-hídricas, como a eólica, a solar, a bioenergia e a geotérmica na geração total de energia chegue a 8% até 2018.
Mas há problemas! Em grande medida, a energia renovável não é competitiva no momento sem os subsídios. A longo prazo, essas energias só podem se tornar parte importante do nosso mix energético se competirem em termos de custo e de segurança do abastecimento. Serão necessários especialistas de muitas áreas para fazer isso acontecer. A química pode desempenhar um papel importante. Por exemplo, soluções inovadoras, como estabilizadores UV, de calor e de luz ou novos sistemas de impressão, podem tornar mais eficiente  o uso de painéis solares, melhorar a produção de energia e aumentar a vida útil dos sistemas. A química também possibilitar que turbinas eólicas sejam fabricadas e instaladas de forma mais eficiente e também contribuir para que sua operação seja mais econômica.
Além disso, novas ideias visionárias são testadas em projetos-piloto inovadores mundo afora, como a tecnologia de captação de energia. A captação de energia explora a energia do ambiente através da geração de eletricidade a partir de fluxos de movimento, de pressão e de ar. Dois exemplos: em veículos híbridos, os freios são conectados a um gerador de energia; e placas de energia que possuem fibras piezoelétricas, presentes em calçadas, convertem o movimento dos pedestres em energia.
Um fator importante em cenários futuros de energia é o fator custo. Não só as inovações dentro do campo das energias renováveis​​, mas também o desenvolvimento de novos depósitos não convencionais de combustíveis fósseis com métodos inovadores de extração, os custos subsequentes de armazenamento e distribuição (link para o respectivo desafio) de energia, redução do consumo de energia (link para o respectivo desafio) e legislação local, terão um grande impacto sobre o desenvolvimento do setor das energias renováveis​​.
Fontes de energia renováveis ​​certamente terão importância crescente. Mas quais são os fatores que impulsionam e quais são os obstáculos para a utilização de mais energias renováveis? Em quais áreas específicas precisamos de mais pesquisas e inovações? Como isso tudo difere entre as regiões? Quais são suas experiências com energia proveniente de fontes renováveis? Junte-se à discussão online no Creator Space agora!

FONTE: creator-space.basf.com