quinta-feira, outubro 23

GESTÃO DE PESSOAS: Pausa para o exercício

Ginástica laboral é a principal atividade oferecida pelas empresas na promoção da qualidade de vida dos colaboradores



Ginástica Laboral / Crédito: iStockphoto
Crédito: iStockphoto
O dia começa corrido, com muitos afazeres, reuniões, e-mails para responder, e, na pressa, muitos não se alimentam adequadamente ou mesmo fazem uma pausa para repor as energias. Eis que chega aquele profissional de branco que vai reaver as energias e promover alguns minutos de alongamento e relaxamento. É nessa hora que boa parte das empresas suspende suas atividades em prol da saúde e qualidade de vida, por meio de exercícios de ginástica laboral.
Uma enquete realizada no site da Melhor Gestão de Pessoas em setembro mostrou que 67% das empresas oferecem ginástica laboral para seus colaboradores, contra apenas 14,3% que realizam outras atividades internas. O levantamento apontou ainda que 9,5% promovem campanhas de incentivo, 4,8% fornecem o benefício academia e o mesmo número de companhias (4,8%) realizam atividades ao ar livre. Isso mostra que a adoção de exercícios físicos no ambiente organizacional já se tornou uma prática comum para um grande número de empresas.
Atualmente as empresas optam pela Ginástica Laboral devido à facilidade na contratação e o custo mais acessível. Segundo Filipe Sene, gerente da Movimento Saúde Corporativa, a ginástica laboral é conhecida no mercado nacional devido ao histórico de conquistar grandes resultados. Para ele a ginástica laboral é uma opção viável por atender grandes grupos em pequenos intervalos de tempo. “Com apenas uma hora de exercícios é possível atender a quatro grupos de 30 pessoas cada. Entre os exercícios aplicados nas sessões de ginástica laboral estão os de mobilidade articular, alongamento e fortalecimento, que são definidos estrategicamente de acordo com o objetivo da aula”, diz. Contudo, o executivo completa: “para gerar bons resultados, o trabalho de conscientização sobre dicas de saúde e adoção de hábitos saudáveis também é essencial dentro das empresas”.
Porém, as organizações devem verificar se esta ação de qualidade de vida é a mais indicada para a empresa. João Luiz Zaggia, gerente geral da Movimento sugere que “antes de qualquer iniciativa, a empresa deve fazer um trabalho de diagnóstico minucioso para saber se essa ação realmente é a mais indicada para atingir os objetivos esperados.”

Para as empresas
O que a Ginástica Laboral gera de benefícios para as empresas?
* Diminuição da inatividade física;
* Melhora no clima organizacional e satisfação do colaborador;
* Redução dos níveis de fadiga;
* Auxílio na diminuição de acidentes de trabalho;
* Contribuição para a redução das principais sintomatologias das LER/ DORT, ausência no trabalho (absenteísmo) e procura ambulatorial;
* Auxílio na redução de custos com assistência médica.

Para os colaboradores
O que a Ginástica Laboral gera de benefícios para os colaboradores?
*Aumento da flexibilidade, força e mobilidade articular;
*Alívio da tensão e fadiga muscular;
*Melhora da postura corporal;
*Aumento da disposição e do ânimo para o trabalho;
*Aumento do autoconhecimento do corpo e coordenação motora;
*Incentivo a prática de atividade física como premissa para a qualidade de vida;



FONTE: RevistaMelhor