domingo, maio 18

DICAS DE LIVROS: ACCOUNTABILITY

"Eu não sabia" está no topo das desculpas mais frequentes que um gestor escuta, seguida por "não recebi o e-mail" e "isso sempre foi feito dessa maneira". João Cordeiro, no livro "Accountability", reserva espaço para expor e discutir cada uma das dez formas comuns de escapar da culpa.

Segundo o autor, accountability pessoal é a virtude moral de assumir responsabilidade e gerar resultados positivos. "Nascemos prontos para culpar as pessoas ou circunstâncias de forma a nos defender de críticas e não assumirmos os nossos erros", diz.

Com a saída "eu não sabia", o sujeito se torna vítima da ignorância e justifica a falha, apelando para a pena dos colegas e do gestor –o mesmo funciona no caso de "não recebi o e-mail". Ninguém pode ser culpado por desconhecer uma norma ou uma tarefa.

"Na verdade, pensar e agir como vítima é uma forma de exercer controle sobre os outros", defende Cordeiro. "Essas pessoas não sobrevivem sem plateia. Precisam de alguém que as assista; enquanto se lamentam, demonstram como a vida foi injusta com elas e acusam outras pessoas pelo infortúnio".

Na cultura empresarial, a consequência dessa ação fortalece a crença na ineficiência dos canais de comunicação da empresa. "Os colaboradores passam a guardar um arsenal de e-mails para provar que fizeram a sua parte e quem falhou foi o outro".


Divulgação
Autor usa exemplos curiosos do cotidiano das pessoas e casos reais do mundo corporativo
Autor usa exemplos curiosos do cotidiano e do mundo corporativo
Formado em psicologia pela PUC, pós-graduado em marketing pela ESPM e em gestão de empresas pela FGV, João Cordeiro é especialista em desenvolvimento profissional.

As dez desculpas que os gestores mais ouvem
1. "Eu não sabia!"
2. "Não recebi o e-mail!"
3. "Isso sempre foi feito dessa maneira!"
4. "Eu só fiz o que me mandaram!"
5. "Eu já enviei o e-mail!"
6. "Eu fiz a minha parte!"
7. "Isso não é minha função!"
8. "Já deu o meu horário!"
9. "Esse cliente não é meu!"
10. "Esse problema não é meu!"
*
ACCOUNTABILITY
AUTOR João Cordeiro
EDITORA Évora


FONTE: Folha.UOL